outubro 7, 2021

Relatório de crimes financeiros da Feedzai: Aumento de 23% em fraudes online com os pagamentos virtuais no papel principal

  • Aumento de 146% nos pagamentos ponto a ponto (P2P) 
  • A quantidade número de operações online é quase o dobro das operações presenciais
  • “Smishing” (fraude via SMS + Phishing) entra pela primeira vez na lista das 5 principais fraudes

San Mateo, Califórnia e Lisboa, Portugal – 7 de outubro de 2021A Feedzai, a principal plataforma de gestão de crimes financeiros na nuvem do mundo, lançou seu mais recente Relatório Trimestral de Crimes Financeiros. O relatório analisa crimes financeiros e as tendências de gastos de consumidores em mais de 1,5 bilhão de operações globais de abril a julho deste ano. De acordo com a análise, seis meses depois do segundo ano de uma pandemia global, a migração dos consumidores para bancos digitais só ficou mais forte. Os dados revelam uma migração contínua para pagamentos virtuais, com aumento de 146% nos pagamentos ponto a ponto (P2P), redução de 44% nas operações em dinheiro e aumento de 109% nas operações online, quase o dobro do número de operações com cartão ou presenciais. Com esse foco em pagamentos digitais, os criminosos financeiros também migraram seus alvos para online. O número de tentativas de fraude de cartão online aumentou 23% neste período.  

“Os pagamentos virtuais já estavam aumentando, mas a pandemia acelerou todas as formas de operações digitais quando começaram os lockdowns”, informou Jaime Ferreira, Diretor Sênior de Ciência de Dados Globais da Feedzai. “Milhões de pessoas tiveram a experiência de como os pagamentos e os serviços bancários digitais são convenientes quando não podiam ir a uma agência bancária, restaurante ou mercearia. Os pagamentos virtuais não são mais o futuro, são o presente. Mas a conveniência tem um custo. As instituições financeiras e varejistas precisam lidar com o risco financeiro e os ataques de maior complexidade que surgem com a evolução digital. ”

Principais golpes

Com o aumento das fraudes, o relatório também identificou os cinco principais golpes aplicados no segundo trimestre de 2021. Os golpes de venda falsa, um tipo de golpe em que os consumidores pagam por produtos ou serviços que nunca chegam, ocuparam o primeiro lugar devido ao aumento geral nas compras online. Em outra indicação de que os consumidores dependem cada vez mais de seus celulares, os golpes de smishing entraram na lista dos cinco principais pela primeira vez. Smishing é a versão SMS do phishing, em que os golpistas enviam mensagens de texto para induzir os consumidores a clicarem em links perigosos e compartilharem informações pessoais.

Os cinco principais golpes foram:

  1. Vendas falsas
  2. Golpes de engenharia social
  3. Golpes de falsificação de identidade
  4. Fraude de invasão de conta (ATO) 
  5. Golpes de smishing

Cidades dos EUA com maior risco de golpe

Com o aumento das fraudes, o relatório analisou as taxas de golpes geograficamente nos Estados Unidos para revelar as cidades com o maior aumento de fraudes no ano passado. As cidades com mais risco foram:

  1. Las Vegas (com aumento de fraudes de 411%)
  2. Nova York (aumento de 396%)
  3. Charleston (aumento de 251%)
  4. Nashville (aumento de 193%)
  5. San Diego (aumento de 97%)
  6. Orlando (aumento de 80%)
  7. Chicago (aumento de 56%)
  8. Nova Orleans (aumento de 48%)

Dicas para o consumidor evitar golpes online

O relatório inclui dicas para os consumidores recuperarem algum controle e evitarem serem vítimas de golpes online. Aqui estão três dicas do relatório:

  1. Ouça seu banco – os bancos estão constantemente estudando e aprendendo sobre as últimas tendências de fraude. E eles têm interesse legítimo de manter seus consumidores protegidos contra golpes. Os recursos educacionais de seu banco são projetados para protegê-lo. Não deixe de lê-los/assisti-los e seguir suas recomendações.
  2. Use Biometria e 2FA – habilite recursos biométricos ou de dois camadas em seus dispositivos móveis, como leituras faciais ou senhas de uso único. Essas soluções não apenas melhoram a segurança, mas também podem garantir uma experiência muito mais tranquila.
  3. Proteja suas informações – esteja atento a mensagens de texto, e-mails ou websites projetados para induzi-lo a fornecer dados pessoais. Se você receber uma mensagem suspeita afirmando ser de seu banco, não responda. Em vez disso, relate suas suspeitas ao banco.

Acesse o Feedzai’s Quarterly Financial Crime Report para saber mais sobre as últimas tendências de fraude e consumo.

Contato de mídia:
Igor Carvalho
Chefe de Comunicações Globais, Feedzai
igor.carvalho@feedzai.com